Quem Somos

Desde o início, a paixão pela região e por um produto saudável é a força que nos impulsiona a desenvolver com total dedicação uma forma sustentável de recuperação de áreas degradadas.

O resultado de anos de pesquisas e testes, descobrimos que a castanheira é uma das espécies mais promissoras para a
recuperação de áreas degradadas na Amazônia, devido a sua resistência à homogeneização dos
plantios, crescimento rápido e sem exigência de adubações e defensivos.

Surge, então, a marca ECONUT significando uma castanha-do-Brasil CULTIVADA, controlada desde a árvore até a embalagem final.

O Que Acreditamos

Acreditamos que nossa experiência pode ser usada pelos pesquisadores, sistematizando as observações e publicando os resultados, para que se multiplique o conhecimento e mais pessoas possam dele se utilizar.

Nossa castanha é um produto voltado para a saúde humana, já que o cultivo possibilita o rastreamento completo da qualidade desde a árvore até a embalagem final e, por se tratar de uma amostra homogênea de castanhas, possibilita-se uma análise de Selênio com precisão quanto ao teor desse micronutriente.

Além de ser extremamente nutritiva, o grande diferencial da Castanha-do-Brasil é ser a maior fonte de SELÊNIO conhecida da natureza, sendo ideal para que com
apenas uma castanha por dia supra a necessidade diária de selênio no caso de um adulto.

Agradecimentos

Aos trabalhadores da Fazenda Aruanã:

 

Nilamon Camargo Penteado (in memorian)
Eng. Agr. Gabriel Teixeira de Paula Neto
Otavio Mariot Foques (in memorian)
Eng. Agr. Gabriel Teixeira de Paula Neto (in memorian)

 

Aos inspiradores e orientadores de nosso trabalho:

 

Eng. Agr. Dr. Carlos Hans Müller – CPATU -EMBRAPA
Profª Drª Marisa Aparecida B. Regitano D’Arce – ESALQ – USP
Profª Drª Silvia Maria Franciscato Cozzolino – Faculdade de Ciências Farmacêuticas – USP
Prof° Dr. Benedito Corrêa – Instituto de Ciências Biomédicas – USP 

Alice Vergueiro (pela dedicação na produção das fotos)